As energias que estão a envolvê-los neste momento estão a cuidar de fazer a separação entre os reinos, a tal separação que já outra hora havia sido vos dita. Aqueles que estão sustentando em si energias de amor, prosperidade, fé e harmonia estão sendo arrastados para os reinos mais altos muito rapidamente. Aqueles que ainda vibram nas velhas maneiras, na dor, incompreensão, insegurança e medo estão sendo levados ainda mais para experimentar isso. Naquilo onde puserem a sua atenção, terá seu efeito multiplicado rapidamente.

A sua capacidade de criar e experimentar estão bem desenvolvidas neste momento e isso vale para todas as almas, independentemente do nível de vibração em que elas estejam. Naquilo em que puserem a sua atenção hoje, será poderosamente sustentado pela energia do universo, que dará de forma multiplicada aquilo que estais desejando experimentar… Sois mais poderosos do que pensais e estais criando rapidamente o seu paraíso ou o seu inferno.

" — Sementes das Estrelas  (via paskevicius)
Esteja certo quanto ao que você quer transmitir. Observe se você fala a partir de seu coração ou usa as palavras para ocultar sua insegurança. E se desapegue de toda a conversação ociosa e que não trás nenhum acréscimo à sua evolução espiritual. Aprenda a sentir e experimentar a sua conexão com o divino. Procure se harmonizar com todas as oportunidades que lhe surgirem para ajudar em seu auto-conhecimento, começando com o desapego aos antigos padrões." — (via paskevicius)
Que o Sol lhe traga energia nova todo dia,
que a Lua possa suavemente restaurá-la à noite,
que a chuva possa lavar as suas preocupações,
que a brisa possa soprar nova força em seu Ser,
que você possa andar suavemente através do mundo
e que tenha consciência da beleza de todos os dias de sua vida.
PAZ" — (via paskevicius)
Like this post
paskevicius:

karma has no deadline

paskevicius:

karma has no deadline

Quaisquer que sejam nossas circunstâncias externas, no fim das contas a felicidade ou infelicidade depende da nossa mente. Considere que uma companhia com quem nós ficamos, continuamente, dia e noite, é nossa mente. Você realmente gostaria de viajar com alguém que ficasse reclamando o tempo todo e ficasse dizendo quão inútil você é, quão sem jeito você é, alguém que lhe lembre de todas as coisas horrorosas que você já fez? Ainda assim, para muitos de nós, esse é o jeito que vivemos – com esse crítico incansável, difícil de agradar e sempre nos rebaixando que é nossa mente. Ela ignora totalmente nossas qualidades e é genuinamente uma companhia muito triste.

A questão é que quando nossa mente está cheia de generosidade e pensamentos de bondade, compaixão e contentamento, a mente se sente bem. Quando nossa mente está cheia de raiva, irritação, auto-piedade, ganância e apego, a mente se sente doente. E se nós realmente investigarmos isso, podemos ver que temos a escolha: podemos decidir amplamente que tipo de pensamentos e sentimentos irão ocupar nossa mente. Quando pensamentos negativos aparecem, podemos reconhecê-los, aceitá-los e deixá-los ir. Podemos escolher não segui-los, o que só colocaria mais lenha na fogueira. E quando pensamentos bons vêm à mente – pensamentos de bondade, cuidado, generosidade e contentamento, e um senso de não segurar mais as coisas tão fortemente, podemos aceitar e encorajar isso, mais e mais. Podemos fazer isso. Somos o guardião do precioso tesouro que é nossa própria mente.

Um coração genuinamente bom é fundamentado no entendimento da situação como ela realmente é. Não é uma questão de sentimentalismo. E um bom coração também não é uma questão de sair por aí num tipo de euforia de falso amor, negando o sofrimento e dizendo que tudo é benção e alegria. Não é assim. Um coração genuinamente bom é um coração que é aberto e é ávido por compreensão. Ele ouve as tristezas do mundo. Nossa sociedade está errada ao pensar que a felicidade depende da satisfação dos nossos próprios desejos e vontades. Por isso nossa sociedade está tão miserável. Somos uma sociedade de indivíduos, todos obsessivos com o esforço por nossa própria felicidade. Estamos desconectados de nosso sentido de interconexão com os outros, estamos desligados da realidade. Porque na realidade estamos todos interconectados." — ~ Jetsunma Tenzin Palmo, trecho do livro “Practicing The Good Heart”,  cap.9 (via paskevicius)
theme